7ª edição - Agosto / 2015

UNIRIO ministra "geo oficina" de réplicas de fósseis aos estagiários da educação ambiental  

As atividades foram compostas por aulas teóricas e práticas ministradas pela

Doutora em Paleontologia, Professora Deusana Maria da Costa Machado

 

A UNIRIO em parceria com o Geopark Araripe realizou nesta quarta feira, 4 de agosto de 2015, no Centro de Interpretação e Educação Ambiental do Geopark Araripe, cidade do Crato/CE,  uma "geo oficina"  com a temática Fóssil e Fossilização. A parte teórica foi ministrada pela professora e doutora em paleontologia pela universidade Federal do Rio Grande do Sul, Deusana Maria da Costa Machado, atualmente professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Durante o evento, ela discursou sobre os inúmeros tipos de fósseis, sua classificação, onde são encontrados, a qual período pertencem, esclareceu sobre a definição de fósseis bem como sobre área de atuação da Paleontologia.

 

O público alvo da "geo oficina" foi os coordenadores e alunos estagiários do Geopark Araripe, com destaque para aqueles que atuam no Setor de Educação Ambiental.

No momento prático, os participantes foram orientados a classificar algumas réplicas de fósseis, distribuindo-as  na coluna do tempo geológico e nas bacias sedimentares do Brasil, com o auxilio de catálogos e outros recursos didático elaborados pela equipe responsável pelo evento. Também foi feita uma demonstração prática de como podem ser feitas, de forma alternativa, as réplicas dos fósseis, visando o aproveitamento de materiais.

A aula prática foi ministrada pelas estudantes da UNIRIO:  Isabele Berincosa Santos, Beatriz Marinho Hormanseder, Liláz Beatriz Monteiro Santos, Ana Carolina Santana de Figueiredo, graduandas do curso de Ciências Biológicas. As alunas tiveram acompanhamento da doutoranda em Museologia e Patrimônio, Josiane Kunzler e pela Professora da UNIRIO, Deusana Maria da Costa Machado.

 

A "geo oficina"  se destacou principalmente por mostrar a vasta diversidade de fósseis existentes em todo o Brasil, a importância de sua preservação e as diversas maneiras que os estudos sobre os mesmos podem ser realizados, seja através de forma lúdica com músicas e histórias ou científica.

Geopark Araripe apóia o XXIV Congresso

Brasileiro de Paleontologia sediado pela URCA

Evento reuniu mais de 500 pesquisadores nacionais e internacionais, com intenso apoio dos Coordenadores do Geopark Araripe, Pesquisadores da URCA e do Geopark Arouca (Portugal)

 

A abertura do XXIV Congresso Brasileiro de Paleontologia ocorrido durante a última semana contou com a presença do Coordenador Científico do Geopark Arouca, de Portugal, Professor Arthur Sá. Ele é também membro do grupo de avaliadores da UNESCO para implantação ou reavaliação de geoparques.

 

Por ser um colaborador ativo do Geopark Araripe desde 2009/2010, Arthur Sá participou desse congresso ressaltando a importância de um evento de tal magnitude para a existência do Geopark Araripe, que tem suas raízes graças aos registros paleontológicos da Região do Cariri. Em entrevista concedida à Equipe de Comunicação do Geopark Araripe, ele lamentou a triste realidade do tráfico de fosseis e o “trabalho de geoética, da não compactuação dos pesquisadores e o papel fundamental do próprio Geopark” nesse cenário de repetidas ações criminosas desse aspecto.

 

O Congresso contou ainda com a presença do Presidente do Museu de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri, Professor Plácido Cidade Nuvens, que também é ex-reitor da Universidade Regional do Cariri e com a vice-presidente do Museu, a Paleontóloga da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), Juliana Sayão. Foram registradas a participação de mais de 500 pesquisadores nacionais e internacionais durante esse evento.

Dentre os pesquisadores pode-se destacar o Doutor em Paleontologia, Mitsuru Arai, um dos palestrantes do Congresso, o qual declarou  ser "sempre um grande prazer estar na Região do Cariri” devido a diversidade de fósseis peculiarmente preservados e encontrados na Bacia Sedimentar do Araripe. Ao mesmo tempo, expressou encantamento com o progresso do Geopark Araripe, já que em sua última visita havia visto seu embrionário desenvolvimento.  

O professor da Universidade Estadual da Paraíba, Juvandi de Souza Santos, pós-doutor Arqueólogo, Historiador e Geógrafo, parabenizou a organização do evento e ao Geopark Araripe. Durante sua fala, destacou o Centro de Interpretação e Educação Ambiental com sendo atrativo e bem organizado.

 

Desse modo, pode-se concluir que o saldo foi intensamente positivo para os participantes do evento, tanto da URCA quanto das várias regiões do Brasil e de fora do país.

VII Conferência Internacional sobre

Geoparques na Inglaterra

Geologia para especialistas e leigos, bem como aventuras ecológicas, cultura, artes sobre a vida selvagem e geoparques em geral serão os principais temas abordados

 

Entre os dias 27 e 30   de setembro de 2016 ocorrerá VII Conferência Internacional sobre Geoparques, em Torquay (sul da Inglaterra), no Centro de Conferência Internacional Riviera, com o apoio da UNESCO. Os temas a serem tratados abordarão a geologia para especialistas e leigos, aventuras ecológicas, cultura, artes sobre a vida selvagem  e geoparques em geral.

 

A Conferência estima contar com a participação de 1.000 delegados que compõem a Rede Global de Geoparques, ou Global Geopark Network (GGN), assistida pela UNESCO. A GGN é composta, atualmente, por 111 geoparques distribuídos em 34 países, sendo o Geopark Araripe, o primeiro das Américas e exclusivo em sua caracterização.

 

A Rede Global fornece uma plataforma de cooperação ativa entre especialistas e profissionais no património geológico. E através desse intercâmbio entre os parceiros, importantes sítios geológicos nacionais ganham reconhecimento mundial e contribuições com ideias para o desenvolvimento sustentável da região na qual o geoparque se localiza.

Um geoparque é uma instituição que se caracteriza pelos seus sítios de grande valor geológico, biológico, histórico, arqueológico, paleontológico e cultural, assim com as atividades realizadas em prol da conscientização da comunidade. Ao contrário do que pensam a maioria, os geoparques não tem função fiscalizatória, não tem poder jurídico nem institucional para tal finalidade. No entanto, a função deste mostra-se essencial no processo de preservação e conservação de determinados patrimônios. A finalidade do evento é a reunião dos representantes de todos os geoparques, para esse intercâmbio de conhecimento e experiências.

Geopark Araripe e a XV Semana de Economia da URCA

Geopark Araripe apoia a XV Semana de Economia da URCA sob o tema "Escassez de recursos hídricos e grandes projetos econômicos no Nordeste". Evento inicia no próximo dia 12.

 

Entre os dias 12 e 15 de agosto de 2015 ocorrerá a XV Semana de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA). O evento proporcionará à comunidade acadêmica  a apresentação de suas contribuições científicas para o debate de questões relacionadas ao tema "Escassez de Recursos Hídricos e Grandes Projetos Econômicos no Nordeste".

 

Além disso, a Semana acadêmica visa fomentar o debate entre os estudantes do Curso de Economia da URCA, profissionais e especialistas da temática abordada de modo inter/multidisciplinar, complementando a formação curricular dos estudantes universitários.

 

A XV Semana de Economia será desenvolvida com o apoio da Universidade Regional do Cariri, a qual será sede do evento, do Geopark Araripe, do Governo do Estado do Ceará e com a atuação do Centro Acadêmico de Economia.

 

Para mais informações, acesse o site: www.seconurca.com ou entre em contato pelo e-mail: xvsemanadeeconomia@gmail.com

Equipe do Geopark Araripe

 

Coordenador Executivo

Francisco Idalécio de Freitas

 

Secretário Executivo

Nivaldo Soares de Almeida

 

Diretor Administrativo

Eugênio Pacelli Coelho de Sá

 

Administração

José Adriano Cruz Saraiva

 

Geoconservação

Edvania Ferreira Dantas

 

Setor de Educação Ambiental

Maria Neuma Clemente Galvão

Lázaro Ranieri de Macêdo

 

Setor de Desenvolvimento Territorial

José Wilson de Lacerda

 

Setor de Cultura

Jeania de Brito Gonçalves

 

Setor de Comunicação

Giane Taeko Mori Rodella

Equipe de Elaboração do Geonews - 7ª Edição
 

Texto

Bruna Almeida (estagiária do Setor de Comunicação)

Yara Mabele Rodrigues (estagiária do Setor de Comunicação)

Carlos Almeida Sá (estagiário do Setor de Comunicação)

 

Revisão

Giane Taeko Mori Rodella

 

Fotos

Carlos Almeida Sá (estagiário do Setor de Comunicação)

 

Design

Carlos Robério

 

Colaboradores

Assessoria de Relações Internacionais da URCA - ARI

Siga-nos

  • Facebook Classic

© 2017 Geopark Araripe

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now